Detalhes da Notícia

ARTETERAPIA é uma Nova profissão

Arteterapia é o termo que designa a utilização de recursos e técnicas artísticas em contextos terapêuticos. Esta é uma definição ampla, pois pressupõe que o processo do fazer artístico tem o potencial de cura, assim como de avaliação, de reabilitação, de prevenção na área da saúde mental, física, emocional e espiritual.
A Arteterapia é também um caminho pelo qual cada indivíduo pode encontrar possibilidades de expressão para processar, elaborar e redimensionar dificuldades e conflitos de sua vida. A Arteterapia utiliza, para isso, as linguagens expressivas da arte, tais como: plástica, sonora, dramática, corporal e literária envolvendo as diferentes técnicas de cada uma. Por exemplo: desenho, pintura, modelagem, construções, sonorização, musicalização, dança, drama e poesia. 
No processo arteterapêutico, o papel do profissional arteterapeuta é fundamental porque é com ele que o individuo constrói uma relação de confiança, que facilita a ampliação da consciência e do auto-conhecimento e, ao mesmo tempo, possibilita mudanças comportamentais, emocionais, sociais e afetivas. O profissional arteterapeuta acolhe de maneira criativa os processos de transformação do outro.

A Arteterapia trabalha a saúde mental e estamos falando de saúde mental do dia-a- dia, de estresses, de psico-somatização, de desequilíbrio emocional diário devido ao trânsito, aos conflitos familiares, sociais e profissionais. Portanto, a Arteterapia é indicada para pessoas de todas as idades, de crianças a idosos. 
A Arteterapia desenvolve a capacidade criativa por meio de suas técnicas, auxiliando o desempenho profissional e de aprendizagem. O uso de tintas, cores, formas e outros materiais empregados na criação liberam sentimentos e afetos de angústia, raiva, frustração, prazer e amor, por exemplo. 
Todo ser humano tem vários quadros dentro de si, alguns mais conscientes, outros mais inconscientes, com imagens mais próximas da realidade, transmitindo a idéia de estarem vivos, outras imagens estão a níveis mais simbólicos. Estes quadros são compostos de todas as experiências de vida de cada ser humano.
O processo arteterapeutico dinamiza e coloca em movimento a história de vida do indivíduo, revela seus conflitos mais íntimos e profundos. Torna conscientes as emoções secretas em relação aos fatos reais da vida. Facilita também a identificação do potencial criativo, auxiliando na tomada de decisão frente aos conflitos da vida, tais como, doenças, morte, divórcio, acidentes, crise econômica etc. 
A Arteterapia não está direcionada a formar artistas, e sim em desenvolver o potencial criativo saudável, privilegiando a saúde e o bem estar de cada individuo. Não existe a preocupação estética e sim como a obra é composta, quais elementos simbólicos estão presentes, e por que surgiram em determinado trabalho artístico, e quais emoções, sentimentos e lembranças surgiram durante a execução, possibilitando uma reflexão sobre a vida e ao mesmo tempo o reencontro consigo. 
Durante o processo arteterapêutico, o sujeito se entrega totalmente à criação e suas vivências. A escolha dos materiais revela o crescimento interior, onde as cores, sons e formas denotam emoções, frustrações e alegrias. 
Ao vivenciar e liberar o potencial criativo, a pessoa encontra equilíbrio e paz interior. A expressão artística atua de maneira diferente em cada individuo, portanto cada processo arteterapêutico é único e pertence àquele momento. 

A Arteterapia é uma profissão relativamente nova no mercado brasileiro, teve seu início em São Paulo a mais de 20 anos , ampliando-se por todo o Brasil por meio dos curso de pós graduação. 
O profissional Arteterapeuta pode atuar nas áreas da saúde, educação , social, reabilitação, ongs, oscips, CAPS, CREAS, CRAS,  presídios, instituições de recuperação e integração social.
A Arteterapia é reconhecida como profissão pela CBO- Classificação Brasileira de Ocupação, com o registro de 2263-10 – Arteterapeuta, portanto o profissional Arteterapeuta pode ser registrado em carteira e participar de concursos públicos
Para organizar a classe profissional formaram-se as Associações Estaduais de Arteterapia
As Associações Estaduais compõem a UBAAT União Brasileira de Associações de Arteterapia. É devido ao trabalho da UBAAT que a profissão de Arteterapeuta foi reconhecida pela CBO e será em breve regulamentada pelo Ministério do Trabalho.
É muito importante que o Arteterapeuta se Associe a Associação Estadual pois este registro está sendo computado para se ter o número exato de profissionais por estado, para um futuro breve formarmos o Conselho Regional. Em Santa Catarina temos a Associação Catarinense de Arteterapia –ACAT.

Autora: Profa. Dra. Sonia Maria Bufarah Tommasi
 
Mini Currículo: Coordenadora do curso de pós graduação de Arteterapia do Censupeg Brasil. Psicóloga, arteterapeuta. Doutora em Ciências de Religião. Mestre em Psicologia Saúde. Especialista em musicoterapia, em Psicoterapia Analítica Junguiana. Docente para cursos de pós-graduação, desde 1984. Presidente fundadora da Oscip Arte Sem Barreiras e Presidente da Associação Catarinense de Arteterapia (ACAT). Autora do livro Arte-Terapia e Loucura pela Vetor Editora e do livro Origami em Educação e Arteterapia e do livro Envelhecendo com Sabedoria ambos publicados pela Paulinas Editora. Organizadora da Coleção Anima Mundi da Vetor Editora, dos livros Revisitando a Ética com Múltiplos Olhares e Pensando a Arteterapia ambos pela Vetor Editora.

Contato: Homepage:www.acatarteterapia.blogspot.com.br/ E-mail: soniabtommasi@uol.com.br

Voltar