icon_success icon_info icon_warning icon_error

image_86d1bfcd-b54c-4485-926f-322538a3e687
image_dfbc4e9e-c5af-4898-93c4-453f345bc777
icon-arrow-left
icon-arrow-right

Ainda Existe a Cadeira do Papai

SKU 000860

0 avaliações de clientes

R$ 90,25 no Pix

ou R$ 95,00 no boleto

Ver mais formas de pagamento

Consulte frete e o prazo de entrega

Não Sabe o Cep?

  • Tema: Família
  • ISBN: 85-7585-078-4
  • Edição: 1ª Edição
  • Ano: 2004
  • Tamanho: 14 x 21 cm
  • Páginas: 294

Numa narrativa envolvente, este livro convida cada pessoa a participar da construção do significado do lugar do pai nos tempos contemporâneos a partir do vivido. Vozes de homens, mulheres, adolescentes e crianças unem-se num grande coro estético do qual o lugar do pai – uma construção social – surge como relação organizada em torno de significados de amor, responsabilidade e comprometimento. Afetivo, amoroso e cuidadoso, este trabalho é um presente para todos, terapeutas e interessados nas relações familiares.

Elizabeth Polity

Marcia Zalcman Setton

Sandra Fedullo Colombo

Prefácio (pág.11)

 

Apresentação (pág.15)

 

Introdução (pág.19)

 

Configurando a equipe de pesquisadores/terapeutas (pág.21)

 

I. Referencial teórico (pág.39)

1.1. Conversações epistemológicas para pensar novos paradigmas (pág.40)
Elisabeth Polity
1.2. Em busca de algumas conversações com outras disciplinas (pág.45)
1.2.1. Uma visão histórico-antropológica sobre a paternidade (pág.45)
Marcia Zalcman Setton
1.2.2. Uma visão da psicanálise: o pai de Winnicott (pág.57)
Davy Bogomoletz
1.2.3. Uma visão do direito de família: sobre a função do pai aos olhos da lei (pág.70)
Verônica A. da Motta Cezar-Ferreira
1.2.4. Uma visão da paternidade a partir do paradigma sistêmico (pág.84)
Marcia Zalcman Setton
1.2.4.1. Contribuições de Salvador Minuchin (pág.87)
Marcia Zalcman Setton
1.2.4.2. Contribuições de Maurizio Andolfi (pág.90)
Maria Gabriela Mantaut Leifert
1.2.4.3. Contribuições de Murray Bowen (pág.92)
Marcia Zalcman Setton
1.2.4.4. Considerações sobre o tema (pág.94)
Marcia Zalcman Setton

 

II. Pesquisa de campo (pág.97)

2.1. A expressão do senso comum por meio de nossas vozes (pág.99)
Ana Maria Burihan Escobar
Tatiana Chahin Werneck de Oliveira
Simone Ornelas Figueiredo
2.2. A voz das crianças e adolescentes (pág.112)
Sandra Fedullo Colombo
Léa Chuster Albertoni
2.3. A voz das famílias ouvidas pelos terapeutas (pág.137)
Ivania Melito Pimentel
Maria Gabriela Mantaut Leifert

 

III. Relatos de experiências  (pág.163)

3.1. A voz do pai é a voz da lei? (pág.163)
Maria Genoveva Armelin
3.2. Quem se senta à cabeceira da mesa? Reflexões sobre
o lugar do pai nas famílias da pós-modernidade (pág.179)
Elisabeth Polity
3.3. Papai foi embora. E agora? (pág.206)
Léa Chuster Albertoni
3.4. Limite é um ato de afeto? (pág.229)
Marcia Zalcman Setton
3.5. Ainda existe a cadeira do papai? Vivência (pág.245)
Ivania Melito Pimentel
Marcia Zalcman Setton
Sandra Fedullo Colombo
3.5.1. Alguns pensamentos (pág.255)
Sandra Fedullo Colombo
3.6. Ainda existe a cadeira do papai? Painel interativo (pág.262)
Marcia Zalcman Setton
Tatiana Chahin W. de Oliveira

 

IV. Algumas reflexões finais (pág.271)

Elisabeth Polity
Marcia Zalcman Setton
Sandra Fedullo Colombo

 

Anexo (pág.277)

Opniões Sobre o Produto

O produto não tem reviews.

Deixe o seu comentário!