icon_success icon_info icon_warning icon_error

image_20468656-ab48-4f40-b797-3ac160a5888b
image_a4d44a89-eee6-49e2-990e-4fa74e621a53
icon-arrow-left
icon-arrow-right

Malhagem, filiação e afiliação

SKU 002947

0 avaliações de clientes

R$ 84,55 no Pix

ou R$ 89,00 no boleto

Ver mais formas de pagamento

Consulte frete e o prazo de entrega

Não Sabe o Cep?

  • Tema: Psicanálise
  • ISBN: 978-85-7585-401-3
  • Edição: 1ª Edição
  • Ano: 2010
  • Tamanho: 14 x 21 cm
  • Páginas: 260

Neste livro, o leitor encontrará as principais concepções e conceitos elaborados pelo Prof. Pierre Benghozi, em sua singular formulação de uma psicanálise dos vínculos sociais.
 

O autor parte de sua experiência clínica, de pesquisa e formação de terapeutas, particularmente no trabalho com famílias, em serviço público de saúde, para trabalhar a dimensão das relações intersubjetivas, intrapsíquicas e transubjetivas no campo social – famílias, grupos e instituições – que compõe a complexa rede de vínculos, na qual o sujeito está inserido.
 

Da ideia de rede, amarras e nós, derivam conceitos que ligam o sujeito, não somente a seus diversos grupos de pertencimento, mas a sua herança genealógica (antepassados) e de transmissão (filiação). Entre eles, destacam-se os conceitos de malhagem, continente genealógico e transmissão psíquica, bases para a proposição de uma modalidade de psicoterapia psicanalítica familiar: a clínica da efração.

Pierre Benghozi

Apresentação (pág. 7)

1. Transmissão genealógica do traço e da impressão: tempo mítico em terapia familiar psicanalítica (pág. 11)

2. O vínculo rede (pág. 35)

3. Cenário genealógico da violência, vergonha e clínica do vínculo (pág. 53)

4. Conceitualização e clínica da efração: crise narcísica, corpo grupal genealógico e ataque aos continentes identitários (pág. 73)

5. Imagem do corpo individual, corpo psíquico familiar e anorexia nervosa (pág. 85)

6. O engodo como sintoma dos continentes genealógicos esburacados (pág. 103)

7. Porta-vergonha e malhagem dos continentes genealógicos familiares e comunitários em terapia familiar (pág. 121)

8. Engana o amor: das transações familiares incestuosas à remalhagem dos vínculos genealógicos (pág. 141)

9. A adoção é um laço afiliativo: pacto de re-co-nhecimento e pacto de recusa (pág. 157)

10. O espaçograma em terapia psicanalítica de casal e de família (pág. 181)

11. Abordagem psicoterápica familiar e psicoses infantis (pág. 209)

12. Anamorfoses, muda dos continentes e transformações psíquicas familiares (pág. 229)

Opniões Sobre o Produto

O produto não tem reviews.

Deixe o seu comentário!